Laudo comprova que miss passou por relação sexual violenta e sofreu lesão profunda

Um laudo pericial comprou que a miss trans passou por uma relação sexual violenta, que provocou uma lesão profunda e sangramento contínuo por dias.

A jovem, de 23 anos, denuncia que foi estuprada pelo delegado Kleyton Manoel Dias, depois que ele ofereceu carona para ela e uma amiga após saírem de uma festa, em uma boate do setor Alto da Glória, em Goiânia.

O documento já foi encaminhado para a Polícia Civil, que segue com a investigação do caso. Com esse laudo, fica comprovado que a miss passou por violência sexual.

A polícia aguarda o resultado de uma perícia feita no carro do delegado, onde a vítima denuncia ter sido abusada. Outro exame para identificar se ela foi ou não dopada também foi realizado, mas o resultado ainda não foi divulgado.

Kleyton foi afastado de suas funções e passou a atuar em uma unidade administrativa. Ele repudiou as acusações e afirma que vai comprovar sua inocência.

Compartilhe:

Continue Conectado