Trio preso em Várzea Grande (MT) sentia prazer em matar

Os suspeitos de assassinar três motoristas de aplicativo em Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, em Mato Grosso, tinham prazer e adquiriram compulsão em matar, além de planejar os crimes com antecedência, segundo Nilson Farias, delegado responsável pelo caso. 

Nilson Farias acrescentou ainda que os presos agiam como “serial killers” e tinham como objetivo matar uma pessoa por dia. 

Durante os depoimentos, os suspeitos, um de 20 anos e os outros dois menores de idade, de 15 e 17 anos, disseram que se conheciam há cerca de um mês e confessaram a autoria dos crimes.

Eles mataram três motoristas de aplicativo, tentaram matar um quarto mas, ao verem a imagem da filha dele na tela do celular, desistiram e liberaram o motorista.   

Os suspeitos usavam o perfil de uma mulher para atrair as vítimas. Eles rendiam os homens durante a corrida, anunciavam o roubo dizendo era só um assalto mas, conforme planejado anteriormente, levavam eles para uma mata e cometiam os assassinatos.   

A primeira vítima foi Elizeu Rosa Coelho, 58, morto a facadas em 11 de abril. No último final de semana, os motoristas Márcio Rogério Carneiro,34, e Nilson Nogueira,42, foram mortos. Os corpos das três vítimas já foram localizados.

Continue Conectado