Suspeitos de entregar drogas e celulares por meio de drones no presídio de Aparecida são presos

A Polícia Civil em ação conjunta com a Polícia Penal de Goiás prendeu três suspeitos de participarem de uma quadrilha que usava drones para entregar drogas e celulares para detentos do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

Os suspeitos tem entre 27 e 47 anos e foram localizados após a polícia vistoriar um dos celulares entregues aos detentos em 2022.

O grupo responsável por coordenador o drone recebia R$30 mil para cada arremesso bem sucedido.

Além das prisões realizadas em Goiânia e Aparecida de Goiânia, os policiais também cumpriram mandados de busca e apreensão na casa de outros investigados.

Conforme a apuração, o homem que comandava a quadrilha já havia sido preso em dezembro do ano passado, na Bélgica.

Os três presos em Goiás foram indiciados por tráfico de drogas e associação criminosa para o tráfico.

Continue Conectado