Suspeito de dar fuga à pecuarista que matou idosos em MT é preso

A Polícia Civil de Mato Grosso prendeu Marcio Ferreira Gonçalves, de 45 anos, que é marido de Inês Gemilaki, suspeita de matar duas pessoas e deixar um padre ferido.  A prisão dele aconteceu nesta terça-feira, 23, em Alta Floresta, a 800 km de Cuiabá. 

Quem também foi preso é o irmão de Márcio, identificado como Eder Gonçalves Rodrigues, que confessou a participação no duplo homicídio. Em depoimento, ele contou que entrou na casa das vítimas com a Inês e o filho dela, o médico Bruno Gemilaki, de 28 anos. 

Os dois continuam foragidos, mas a advogada de defesa da família informou para a polícia que mãe e filho pretendiam se entregar.  A apuração esclareceu ainda que a mulher que atirou registrou um boletim de ocorrência por ameaça contra a família das vítimas, horas antes do crime.

O alvo dos atiradores, segundo a investigação, era o proprietário da casa, mas ele não foi atingido. O crime teria sido motivado por uma dívida de 60 mil reais e terminou na morte de Pilson Pereira da Silva, de 69 anos e Rui Luiz Bogo, de 81.

O Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso abriu uma sindicância para apurar a conduta do médico. O CRM de MT se posicionou dizendo que  repudia a  violência e reitera a importância da preservação da vida já que os médicos têm um compromisso ético e inquestionável com a saúde e o bem estar da sociedade.

Compartilhe:

Continue Conectado