Rogério Cruz suspende contratos com empresas investigadas pela Polícia

O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, determinou a suspensão dos contratos com as empresas que foram alvo de operação nesta semana, que apura fraudes em contratos com a prefeitura. Em despacho publicado ontem à noite, no Diário Oficial do Município, o prefeito decidiu cumprir a recomendação da juíza Placidina Pires, da 1º Vara dos Feitos Relativos a Delitos Praticados por Organização Criminosa e de Lavagem ou Ocultação de Bens, Direitos e Valores.

Estão suspensos fornecimentos/prestação de serviços e pagamentos com as empresas Gyn Comercial Atacadista, Comercial J. Teodoro e Sobrado Materiais para Construção, todas alvo da operação da Polícia Civil. No despacho, o prefeito não disse qual seria o valor da suspensão dos pagamentos.

As empresas realizam vários serviços, como por exemplo, fornecer produtos de higiene e limpeza a material usado para recapeamento asfáltico. Segundo a prefeitura, a suspensão dos contratos diz respeito ao fornecimento de insumos e obras feitas pela própria equipe da Secretaria de Infraestrutura e que não afetam as obras de recapeamento ou do Programa Goiânia Adiante.

Compartilhe:

Continue Conectado