PF apura destino de mais de 15 armas e 12 mil munições apreendidas em Goiás

A Polícia Federal investiga o destino das munições apreendidas em uma operação que prendeu goianos, que possuem o registro de Colecionador, Atirador e Caçador (CAC), suspeitos de comprar nos Estados Unidos e transportar em contêineres ao Brasil. A investigação apura se as armas e as munições seriam usadas para abastecer o crime organizado em Goiás.

Segundo a PF, a quantidade de munição não condiz com a prática do esporte que os investigados afirmaram praticar.

A investigação começou em 2021, após a apreensão de mais de 12 mil munições no Porto de Santos, em São Paulo.

Neste ano, a PF cumpriu sete mandados de busca e apreensão contra os goianos em Goiânia e Trindade, na Região Metropolitana da capital, e um mandado de busca e um de prisão na cidade de São Francisco, nos Estados Unidos. Na operação, 15 armas foram apreendidas, além de R$ 12 mil reais e U$ 62,7 mil dólares.

Agora, a polícia investiga qual a participação dos investigados e se há mais envolvidos com o tráfico internacional de armas.

Compartilhe:

Continue Conectado