Pastor evangélico Davi Passamani é denunciado pelo MP

O pastor evangélico e fundador da igreja A Casa, Davi Passamani, foi denunciado pelo Ministério Público de Goiás por importunação sexual ao utilizar a sua função de líder religioso para importunar uma mulher, de 23 anos, que era frequentadora da igreja em que Passamani atuava. O MP ainda pede o agravamento da pena, caso ele seja condenado. 

Davi Passamani está preso desde de 4 de abril, quando a Polícia Civil cumpriu mandado de prisão, alegando que ele voltou ao exercício de pastor em uma outra igreja representando riscos as fiéis, podendo fazer novas vítimas. 

O pastor já tem outras duas denúncias de violência sexual. 

Na nova denúncia, a promotora Cristiane Vieira de Araújo, da 33ª Promotoria de Justiça de Goiânia, afirma que  Davi Passamani se vale da figura de autoridade e líder espiritual para praticar delitos “contra a dignidade sexual”. 

O advogado Leandro Silva, diz por meio de nota que apresentará nos autos a defesa do pastor.

Continue Conectado