Novo documento vai auxiliar doadores de órgãos

Já está em vigor o sistema de Autorização Eletrônica de Doação de Órgãos (AEDO), uma ferramenta que tem como objetivo formalizar, facilitar e incentivar a doação de órgãos, e foi desenvolvida pelo Colégio Notarial do Brasil – Conselho Federal, que reúne cartórios de notas de todo o Brasil, e regulamentada pela Corregedoria Nacional de Justiça.

Quem deseja ser doador de órgãos pode manifestar sua vontade no site www.aedo.org.br, preenchendo um formulário, que será encaminhado para um cartório de notas que a pessoa selecionar. Um tabelião fará uma videoconferência para identificar o interessado e colher a manifestação da vontade de ser doador de órgãos. Na sequência, tanto o doador quanto o tabelião farão assinatura digital no AEDO, onde profissionais do Sistema Nacional de Transplantes terão acesso.

Com a nova medida, a vontade da pessoa doadora de órgãos passa a ser formalizada, podendo ser usada por profissionais de saúde, facilitando a conversa com a família no momento do óbito.  Além da ferramenta, o Conselho Nacional de Justiça lançou ontem,02, a campanha “Um Só Coração: seja vida na vida de alguém”, que terá peças publicitárias.

Compartilhe:

Continue Conectado