MPGO investiga esquema de corrupção na prefeitura de Formosa

O Ministério Público de Goiás (MPGO) cumpriu busca e apreensão no prédio da prefeitura de Formosa e no gabinete da Procuradoria Jurídica do município, nesta sexta-feira, 01. Segundo o órgão, há indícios de um suposto esquema de desvio milionário de recursos públicos e corrupção que teve início na prefeitura em 2017.

A Operação Vinte Por Cento foi autorizada pelo juiz Francisco Gonçalves Sabóia Neto, que também tornou réu o procurador Leonardo Cândido Martins Bonini. Segundo o MP, o advogado também foi afastado das funções e proibido de deixar o município de Formosa, bem como de acessar as dependências da prefeitura sem autorização judicial, sob pena de prisão.

Além de corrupção passiva e peculato, o MP investiga também o pagamento de propina, fraude a licitações que podem ter sido praticados pelos agentes e ex-agentes públicos referidos.

Continue Conectado