MPGO integra força-tarefa de combate ao Aedes aegypti

O Ministério Público de Goiás (MPGO) passou a integrar, oficialmente, a força-tarefa de combate ao Aedes aegypti, mosquito que transmite as doenças. Nesta sexta-feira , 26, a área da saúde do órgão expediu uma orientação técnico-jurídica a promotores de Justiça com atuação no interior do estado.

A ação vem como resposta a um pedido de ajuda da Secretaria Estadual de Saúde (SES). No documento, uma série de medidas de controle visam, segundo o órgão, subsidiar os membros do MPGO que desejarem expedir recomendações sobre o cumprimento de intervenções indicadas em nota técnica da SES.

Na prática, a ideia é que o Ministério Público auxilie na efetivação das ações. Entre as medidas de controle recomendadas estão ações de mobilização e manejo ambiental, abastecimento e utilização adequada de inseticidas e insumos, realização de testes rápidos, capacitação dos agentes de controle de endemias, levantamento rápido de índices para Aedes aegypti (LirAa), realização de campanhas de comunicação e informação em saúde, ações preventivas em prédios públicos, além da fiscalização e verificação da existência de focos e criadouros em pontos estratégicos.

Continue Conectado