Greve dos servidores de Educação de Goiânia é finalizada

Os servidores administrativos da rede municipal de Educação de Goiânia retornaram nesta terça-feira (19), às atividades após 21 dias de greve. Durante assembleia realizada nesta segunda-feira (18),  os profissionais aceitaram a proposta da prefeitura de Goiânia, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego). 

A greve teve início em fevereiro, por conta da prefeitura não ter efetivado a nova proposta de plano de carreira para a categoria, mas essa questão se arrasta desde o ano passado. Conforme o Sintego, a prefeitura da capital afirmou que enviaria à Câmara Municipal o novo plano de carreira para os servidores da educação até 15 de fevereiro, mas isso não aconteceu. 

Segundo o Sintego, na segunda-feira foi acordado um reajuste de R$350 no auxílio locomoção dos servidores e, ainda, o compromisso de rapidez nos processos de progressão parados, com pagamento de dois lotes. O plano de carreira, um dos pontos cobrados pelos trabalhadores, ficará para 2025.

Compartilhe:

Continue Conectado