Equatorial Goiás fica em último lugar em ranking de qualidade

A Equatorial Goiás, empresa responsável pela distribuição de energia no estado, ficou em último lugar no ranking de qualidade da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em 2023. Para fazer essa avaliação, foram utilizados como base o tempo médio em que cada unidade consumidora ficou sem energia elétrica e o tempo médio de interrupções.

No ano passado, os brasileiros ficaram mais de 10 horas sem energia, além de cinco cortes de fornecimento. Em comparação com o ano anterior, houve uma queda no tempo em que os brasileiros ficaram sem energia, sendo 11,2 horas em 2022.

O levantamento da Aneel mostra que as distribuidoras pagaram valores mais altos de compensação por conta dos altos níveis de interrupção de energia. Em 2023, os valores pagos ultrapassaram a casa de R$ 1 bilhão de reais, enquanto em 2022 o montante foi de R$ 765 milhões. Essas compensações são pagas por meio de descontos na conta de luz.

O Grupo Equatorial Energia informou por nota que já aplicou mais de R$ 1,8 bilhão em investimento, entre novas subestações, ampliação de unidades e construção de novas linhas de distribuição de alta tensão, por exemplo. A empresa reforça que tem trabalhado para melhorar a qualidade do fornecimento.

Compartilhe:

Continue Conectado