Desaparecimento de Pedro Lucas completa três meses sem pistas de seu paradeiro

O desaparecimento de Pedro Lucas dos Santos, de 9 anos, completou três meses nesta sexta-feira, 01. O menino morava em Rio Verde com os dois irmãos mais novos, a mãe e o padrasto.

Segundo a investigação do delegado Adelson Candeo, no dia do desaparecimento, Pedro Lucas saiu de casa para levar o irmão mais novo para a escola e seguiu para a instituição de ensino onde ele estudava, assistiu a aula e foi em direção a casa, mas nunca chegou na residência.

Em um vídeo divulgado pela polícia, a criança conversa com uma amiga perto da casa onde ele morava e chegou a andar próxima a casa da família. Essa foi a última vez que ele foi visto.

O caso passou a ser tratado pela Polícia Civil como homicídio durante o segundo mês do desaparecimento, devido ao longo tempo de sumiço. Apesar de ter recebido diversas possíveis pistas do paradeiro do menino, a polícia ainda não conseguiu localizar a criança ou o corpo.

O Padrasto de Pedro Lucas está preso de forma preventiva desde 8 de dezembro, suspeito de ter envolvimento no desaparecimento. A mãe do menino chorou ao falar sobre o sumiço do filho e contou que sonha diariamente com o menino. Em entrevistas, ela afirma acreditar que o menino esteja vivo.

O caso segue em investigação.

Compartilhe:

Continue Conectado