MERCEDES-BENZ ATEGO GANHA ATUALIZAÇÃO NA LINHA 2024

10 anos depois, Mercedes faz primeira atualização do Atego e apresenta os novos modelos em sua fabrica de Sao Bernardo do Campo, um face lift, na realidade, já que nem mecânica nem cabine sofreram alteracoes. As intervenções aerodinâmicas foram postas na conta da eficiência energética vez que o visuaI foi estendido diversificadamente ao Actros e ao Arocs a depender de cada aplicação.


São quatro versões de cabine, Standard, Estendida, Leito Teto Alto e Leito Teto Baixo além dos modelos vocacionais 1729 compactador de lixo e 1733 bombeiro, um catalogo que exibe 1419, 1719, 1726 / 1733 Plataforma, 2429 6×2, 2433 6×2, 3033 8×2, 2730 6×4 e 3330 8×4. O intercambio de vários componentes entre modelos rodoviários e urbanos e itens da versão off-road como opcionais é avaliado como redução de custo operacional. Na onda do Atego entraram novidades das linhas de caminhões extrapesados, início das vendas do Actros 2553 6×2 com motor de 530 cavalos, o mais potente da marca no Brasil, cavalo mecânico destinado a aplicações rodoviárias no transporte de grãos, produtos químicos e cargas frigorificadas.  O novo modelo visa atender à legislação que autoriza semirreboques de quatro eixos com PBTC de até 58,5 toneladas.

O Arocs 3353 S 6×4 versão cavalo-mecânico também com motor de 530 cavalos está voltado para os segmento canavieiro, atendendo às 91 toneladas, e madeireiro, 50 unidades já foram entregues à Raízen. Achim Puchert, presidente da empresa para a América Latina, aposta em 2024 um ano bom para a Mercedes no Brasil, alta de 12% nas vendas muito em decorrência do crescimento
exatamente dos setores de agronegócio e mineração, segmentos que superarão os tempos difíceis. Critica porem a taxa de juros, que segue alta e ainda causa impacto no poder de compra, a queda da taxa de juros deveria ser mais acentuada, a fim de melhorar o poder de compra das famílias e das empresas e impulsionar o mercado de caminhões”, completou Puchert. As motorizações já haviam sofrido o efeito do Euro6, houve poucas modificações mas os preços serao ajustados entre 4 e 5 por centoajuste que Jefferson Ferrarez,vice-diretor de Vendas e Martketing, considerou dentro do normal.

A nossa correspondente feminina, Diane Cristina viajou a convite da Mercedes-Benz.

Continue Conectado